Se for para fazer, que faça bem feito.

Se for para correr, que corra como se não houvesse atrito entre seus pés e o solo.

Se for para pular, que pule como se o céu fosse o limite.

Se for para deitar, que deite e sonhe.

Se for para sonhar, que sonhe e se lembre.

Se for para lembrar, que lembre dos mínimos detalhes, pois as lembranças são a única forma de voltar no tempo.

Se for para amar, que ame de verdade.

Se for para vencer, que vença com garra. E aceite as derrotas com o mesmo vigor.

Se for para morrer, bem… que morra de batida. E de preferência, uma de limão.

 

Bernardo Mendes

Anúncios