– Meu caro, preciso lhe dar uma notícia que talvez você ainda não saiba. Pensei em suavizar esta notícia, pintá-la com cores mais brilhantes, enchê-la com promessas de Paraíso, visões do Absoluto, explicações esotéricas mas, embora tudo isso exista, não vem ao caso agora. Respire fundo e prepare-se. Sou obrigado a ser direto e franco – e posso assegurar – tenho absoluta certeza do que estou dizendo. É uma previsão infalível, sem qualquer margem para dúvidas. A notícia é a seguinte: você vai morrer. Pode ser amanhã, pode ser daqui a cinqüenta anos, mas, cedo ou tarde, você vai morrer. mesmo que você não concorde. Mesmo que tenha outros planos.  Pense com todo cuidado no que você irá fazer hoje. E amanhã. E no resto de seus dias…

Bernardo Mendes

Anúncios